Resultados Online

Formulário para visualização dos resultados online

Unidades

Testes para detecção da gonadotrofina coriônica humana (teste de gravidez)

Dr. Ricardo Franco do Amaral
Dr. Roberto Franco do Amaral Neto

Todos os testes de gravidez utilizados visam identificar a gonadotrofina coriônica humana (BHCG) produzida logo após a fecundação e implantação do óvulo ao útero. A determinação deste exame, na urina ou no sangue, é a forma mais utilizada para o diagnóstico precoce da gestação. A produção de BHCG é o sinal que o embrião lança na circulação para que o organismo materno reconheça a gestação.

Os níveis de BHCG na gestação normal podem ser dosados pouco tempo após a implantação, aumenta pelo menos 66% a cada 48 horas, alcançando o pico máximo entre 50 e 75 dias de gestação. No segundo e terceiro trimestre da gestação os níveis são mais baixos. A presença de gonadotrofina coriônica na circulação torna o diagnóstico de gestação muito provável, entretanto o diagnóstico de certeza necessita de mais sinais de gestação como, por exemplo, batimentos cardíacos do feto.

Aqui no Franco do Amaral dosamos apenas no sangue em aparelho automatizado por quimiluminescência diariamente.

Idealmente este exame deve ser feito com dois dias de atraso menstrual.

Na gravidez normal, a secreção de BHCG é detectável entre 7 a 10 dias após a fertilização e se eleva, alcançando níveis máximos com 8 a 10 semanas de gestação. Após a 12a semana, seus níveis começam a diminuir, até alcançarem um platô.

Os níveis de BHCG alcançados em uma gestação normal são significativos, e a realização de dosagens seriadas é importante para elucidar casos de gravidez ectópica, que cursam com níveis bem menores.

Este exame pode ser solicitado de duas formas: quantitativos ou qualitativos.

  1. Exames quantitativos: visam quantificar em números o valor da BHCG. Quando os valores são indetectáveis significa que não foi encontrada a BHCG no sangue, ou seja, a mulher não está grávida. Quando for detectada está será dosada e o resultado será liberado em números.Valores maiores que 50 mUi/ml são altamente sugestivos de gravidez
  2. Exames qualitativos visam identificar ou não a presença da BHCG. Os resultados são liberados em números, mas valores maiores que 5000 mui/ml não são quantificados.

Quando no laudo constar negativo significa que não foi encontrado BHCG no sangue e a mulher não está grávida.

Níveis menores do que 5 mUI/mL podem ser encontrados em mulheres não-grávidas, enquanto níveis superiores a 50 mUI/mL são interpretados como positivos. Os valores intermediários entre 5 e 50 mUI/mL são considerados inconclusivos e devem ser confirmados após 2 a 3 dias, pois, em caso de existir a gravidez, os valores duplicam a cada 24 horas. Gestações múltiplas cursam com níveis mais elevados do que a gestação normal.

Convênios

Veja os convênios atendidos pelo laboratório e a tabela de preços dos não credenciados:

  • Unimed
  • Cassi
  • ASSEFAZ
  • AMIL

Ver todos os convênios »

Dúvidas

Veja as principais dúvidas dos resultados de exames e também as dúvidas mais frequentes dos pacientes. Não encontrou a sua dúvida? Favor nos enviá-la através do fale conosco.

Franco do Amaral

Medicina Laboratorial

Criação e desenvolvimento Princi Agência Web